Sábado, 4 de Abril de 2009

MINOTAURO - A Lenda.


Minos, rei de Creta, casou com Pasífae, filha do deus Hélio e da Ninfa Perseis. No entanto, Possêidon, uma divindade irracível, não se tinha esquecido de que o touro ritual que ele enviara a Minos estava vivo e nos estábulos do rei, em lugar de ter sido sacrificado. Por isso, decidiu dar uma lição ao rei, induzindo a recém-casada Pasífae a apaixonar-se perdidamente por aquele touro, e que fosse ao semental a quem ela se entregasse apaixonadamente. Não foi difícil conseguir a vontade da esposa, pois foi muito mais complicado conseguir que o touro se sentisse atraído por ela. Tudo se conseguiu após ter recebido os serviços do engenhoso Dédalo para arranjar um curioso disfarce de vaca onde se introduziu Pasífae, até que o touro caiu no engano e montou o jogo para a sua satisfação, que só era a do rancoroso Possêidon. Dessa estranha cópula nasceu o Minotauro, um monstro que tinha uma poderosa cabeça de touro e o resto do corpo humano. Minos não gostou do aspecto nem da razão de ser daquele híbrido e foi pedir a Dédalo que, de novo, interviesse no assunto, embora agora a idéia fosse encerrar aquela criatura num recinto do qual fosse impossível a fuga, e o adultério e as suas consequências ficassem longe do alcance da visão da sua gente cretense. No labirinto construído por Dédalo ficaram prisioneiros o Minotauro e a sua pobre mãe Pasífae, castigada dupla e injustamente por uma falta do seu marido, à qual ela era absolutamente alheia. Em outras versões, Pasífae era culpada, posto que se dizia que tinha sido uma falta dela a causa do castigo, embora o motivo não fosse outro senão ter-se esquecido do sacrifício ritual a Afrodite. Mas não deve-se esquecer que os deuses são implacáveis e arbitrários, chamem-se como se chamem. Também há quem atribui a Pasífae uma vida mais normal, tendo muitos filhos para Minos e sofrendo o contínuo escárnio por sua falta de mesura sexual, pois o rei nunca deixou de perseguir quantas mulheres atraentes se apresentassem no seu caminho. O que sim é certo é que esta Pasífae (com o seu marido Minos), é apresentada como mãe de três filhas: Ariadna, Acacalis e Fedra, e de outros tantos filhos: Andrógeo, Catreu e Glauco. As muito famosas Ariadna e Fedra apaixonar-se-iam pelo mesmo homem, pelo herói Teseu. Acacalis teve mais sorte, pois por ela se apaixonou Apolo. Dos homens, temos de apontar que Catreu herdou o trono de Minos; Andrógeo, forte e valioso, morreu tentando vencer o touro da Maratona. Glauco, ao contrário dos seus irmãos, não conseguiu ser nem rei nem herói, mas foi o protagonista passivo da sua própria ressurreição prodigiosa, o que não está mal para um ser humano, mas não parece bastante para figurar no catálogo dos grandes personagens da lenda.
publicado por Admin às 21:18
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.últ. comentários

Este link não funciona. Por favor, coloque um novo...
cria um novo link por favor
http://youtu.be/jb3FvmaWtRo
Meu sonho è ter sexo com ela...
Faço desde já uma declaração prévia: sou agnóstico...
Faço desde já uma declaração prévia: sou agnóstico...
Si quieren ver mas de ella visiten: http://bootyc...
adoro documentarios !!!show de bola esse blog !!!!...
eu saquei o jogo mas nao consigo jogar, ele foi te...
em 1º lugar, para os que tem o minimo de conhecime...
blogs SAPO

.subscrever feeds